quarta-feira, 11 de abril de 2018

Mais um 11 de abril

Não sou especialista em ciências, mas como ninguém quer se ariscar a dar palpites, inclusive os especialistas em parkinson, me sinto quase na obrigação de fornecer um panorama do estágio que está a busca da cura da doença de parkinson e arrisco o seguinte panorama (veja os links).


A história da vacina (anticorpos monoclonais) (veja aqui: O que é verdade no futuro sobre a Vacina contra Parkinson) ainda está está de pé, embora com um atraso digno de obra da copa em Porto Alegre. O caso da vacina contra alfa-sinucleína é que todos tem a proteína, eu, tu, ele e a dona Maricota da esquina, tendo parkinson ou não. E o papel da proteína não está perfeitamente definido. Estudos recentes identificaram a alfa-sinucleína patológica (veja aqui: Alfa Sinucleína: Nova Espécie), agora chamada de "P-alpha-syn-star" ou Pα-syn*. Esta nova versão da proteína pode ser encontrada em seções pós-mortem de cérebro coletadas de pessoas que faleceram com Parkinson e parece atingir e ter um efeito tóxico nas mitocôndrias (as centrais) nas células. Estima-se que alguns dos estudos sejam concluídos em junho de 2022. Espero não sejam como obras da copa, e penso que quem conseguir chegar em condições razoáveis até lá, terá a chance de experimentar esta vacina, portanto teremos que resistir um pouco mais, pois há luz no fim do túnel.

Para um resumo, temos que cada vez está mais comprovado que exercícios físicos podem levar à regressão do parkinson, o ultrassom focalizado traz benefícios no tratamento, e temos a perspectiva futura do adbs (dbs adaptativo), além de outros paliativos na forma de medicamentos como L-dopa inalável e outros, afora estudos cada vez mais convincentes de que o uso da maconha pode abrandar o parkinson, prova disso é que cada vez mais estados nos USA liberam a maconha medicinal. Veja aqui. Desejo força a todos que estão nesta batalha contra tão deletéria doença. Enquanto isso vamos resistindo! E o que mais posso desejar é muita FORÇA e Esperança!

Nenhum comentário:

Postar um comentário