quinta-feira, 30 de novembro de 2017

‎Roberto Coelho‎ escreve para parkinson - RECOMEÇANDO A VIDA do facebook

28 de novembro ·
Aos cuidadores e familiares
Ninguém escolhe ter a Doença de Parkinson, ao menos não conscientemente. É uma dura jornada, para nós que temos a doença e para os cuidadores e familiares.

O preconceito ainda é grande, e o desconhecimento do que é a doença e do que a química ingerida diariamente para atenuar os sintomas, pode causar emocional, fisiologica e psicologicamente.

Faça um exercício mental e tente colocar-se no lugar do paciente. Sinta seus sonhos se desvanecendo, dia após dia. Assista lucidamente o seu corpo ir definhando lentamente e perdendo funções. Veja sua família passar a evitar muito contato, porque você se tornou de uma hora para outra um estorvo. Sinta-se obsoleto, desnecessário…

Agora some a isso a influencia da química ingerida com possiveis mudanças de personalidade, compulsões, e até mesmo a perda da função do coração, isto é, parada cardíaca – morte.

Estou sendo fatalista? Leia a bula do Pramipexol…

Agora tente pensar como “ele” ou “ela” se sente a respeito disso tudo…

Tente avaliar como esta pessoa está se sentindo psicologicamente. Parece natural que o doente esteja carente diante de tanta pressão.

Além disso existe um outro fato que não é compreendido – atividades prazerosas são geradoras de maior concentração de dopamina e as atividades não prazerosas acabam transformando-se em pesadelos para serem realizadas. E isso está longe de ser fingimento ou má vontade.

O papel da família é crucial para o sucesso do tratamento…

O que mais posso dizer?

Paciência… Paciência infinita e dedicação…

Um abraço
43 comentários

Quem quiser ver o comentários, clique AQUI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário