segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Arquiteturas neurais profundas para predição em cuidados de saúde

13 November 2017 – Resumo
Este artigo apresenta uma nova classe de sistemas que auxiliam o diagnóstico e a avaliação personalizada de doenças nos cuidados de saúde. Os sistemas direcionados são arquiteturas neurais profundas de ponta a ponta que foram projetadas (treinadas e testadas) e posteriormente usadas como sistemas inteiros, aceitando dados de entrada brutos e produzindo as saídas desejadas. Tais arquiteturas são o estado da arte na análise de imagens e visão computacional, reconhecimento de fala e processamento de linguagem. A sua aplicação nos cuidados de saúde para fins de predição e diagnóstico pode produzir resultados de alta precisão e pode ser combinada com o conhecimento médico para melhorar a eficácia, adaptação e transparência da tomada de decisão. O documento aborda as doenças neurodegenerativas, em particular a doença de Parkinson, como modelo de desenvolvimento, criando uma nova base de dados e utilizando-a para treinamento, avaliação e validação dos sistemas propostos. São apresentados resultados experimentais que ilustram a capacidade dos sistemas de detectar e prever a doença de Parkinson com base na informação de imagem médica. (segue...) Original em inglês, tradução Google, revisão Hugo. Fonte: Springer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário