quarta-feira, 3 de abril de 2019

Terapia de estimulação elétrica está a ajudar centenas em Portugal

Tecnologia permite reduzir os tremores e tem uma taxa de sucesso acima dos 60%. No entanto, desde o ano passado que mais de 500 doentes não estão a ser tratados, devido a circunstâncias como a greve cirúrgica dos enfermeiros ou a falta de anestesistas

2019-04-02 - Mais de 500 doentes de Parkinson em Portugal são tratados com uma terapia de estimulação elétrica do cérebro, que está a evoluir para se tornar mais exata, permitindo reduzir os tremores, segundo especialistas reunidos hoje em Lisboa.

O neurocirurgião António Gonçalves Ferreira, do Hospital de Santa Maria, afirmou aos jornalistas, à margem do encontro, que "a taxa de sucesso é variável, mas situa-se acima dos 60%" nos casos de pessoas que sofrem da doença degenerativa do cérebro.

Circunstâncias como a greve cirúrgica dos enfermeiros e "a falta de anestesistas" significam que desde o ano passado que não são colocados os elétrodos no cérebro necessários para aplicar a terapia.

Os doentes recebem os elétrodos através de cirurgias planeadas - "habitualmente, três por semana" -, e o facto de não serem cirurgias urgentes faz com que sejam remetidas para segundo plano. Fonte: TVI24.

Nenhum comentário:

Postar um comentário