sábado, 2 de dezembro de 2017

O presente

animated-christmas-tree-decorations-image-0003

Ao ler esta matéria abaixo da Nova Zelândia, pensei que até tempos atrás, após meu diagnóstico, eu perseguia os culpados por ter parkinson. Seria a genética, a hereditariedade, meu comportamento pregresso, meu cotidiano até então, meu tipo de trabalho, enfim, consenti que achar os culpados eu jamais acharia, seria uma procura em vão, uma perda de tempo, já que os culpados estão em meio a um cipoal entranhado na mata.


Desisti em prol de ser mais leve, menos preocupado com o amanhã e o ontem. Viver o presente. É a única coisa que temos de presente, de graça neste Natal, o presente. Viva-o!

Nenhum comentário:

Postar um comentário