domingo, 23 de julho de 2017

No intuito de ajudar, me estresso


Eu venho mantendo essse blog desde os seus primórdios, tendo-o herdado do sociólogo e visionário catarinense, Marcílio Dias dos Santos, a quem desejo muita força na sua luta contra o Parkinson, pois a situação está difícil.

Enfim, aquilo (o blog) que foi concebido para a ajuda mútua e para troca de experiências, passa a partir de um determinado momento, passa a ser foco de stress

Explico. Por mais que tu consideres amplos os teus limites entre a liberalidade e o ceticismo, numa ampla janela, jamais irá satifazer a todos, aliás o que é impossível.

No caso o que me chama a atenção são as paixões com que certos temas são debatidos, particularmente os temas da maconha, da ayahuasca e da auto-hemoterapia.

A grosso modo estou incidindo em crime aqui no pa-tro-pi, ao defender e usar medicinalmente a maconha, bem como divulgar possíveis benefícios da infusão de ayahuasca e o uso da auto-hemoterapia para casos de Parkinson, afinal são todos questionados pela ordem legal e médica. No entanto estou aqui me expondo perante os olhos do mundo como maconheiro.

O enfoque apaixonado e até certo ponto religioso na defesa de tese, tanto na maconha, na ayahuasca como na auto-hemoterapia é que me preocupa, afinal temos o direito do contraditório, sem atingir a ação de cada um, agora querer impor sua idéia de que “tem que ser assim, porque eu quero” eu não aceito e com isto me acusando de cético (embora não negue um certo teor).

Minha intenção nunca foi polemizar. A notícia foi publicada relativa à auto-hemoterapia foi com o intuito de fazer com que as pessoas saibam da existência, regulamentar ou não, deste tipo de tratamento, bem como outros alternativos (ayahuasca). Como cada caso é um caso, o que pode funcionar para uns, pode não funcionar para outros. Cada um tem livre arbítrio para fazer o tratamento que quiser e considerar mais adequado a seu caso. No meu caso tomei umas injeções reitroduzindo meu próprio sangue no organismo. Provavelmnte a experiência de 3 meses, 2x a cada semana, não tenha sido suficientemente longa para apresentar algum alívio do Parkinson. Que Deus abençoe a todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário