sexta-feira, 5 de maio de 2017

Aplicativo de música auxilia na marcha de pacientes com Doença de Parkinson

Quinta, 04 Maio 2017 - No mês da conscientização sobre a doença de Parkinson, que afeta aproximadamente 200 mil pessoas no Brasil, app gratuito é lançado para auxiliar no caminhar do paciente e já está disponível na App Store e no Google Play

A tecnologia a serviço da saúde já é uma realidade global. Hoje em dia, basta um smartphone ou tablet para, com um simples clique na palma da mão, ter acesso a ferramentas que podem impactar a qualidade de vida das pessoas. Nesse contexto, a boa notícia para as pessoas que convivem com a doença de Parkinson é o aplicativo PARKINSOUNDS®, criado especialmente para auxiliar na marcha destes pacientes2-3, uma de suas grandes queixas, pois limita muito a mobilidade e independência.

Trata-se da uma iniciativa apoiada pela Teva Farmacêutica, uma das maiores fabricantes globais no setor farmacêutico, incluindo tratamentos inovadores para distúrbios do sistema nervoso central. O aplicativo, que também pode ser conectado ao Spotify® Premium, funciona em 3 passos:

1. PARKINSOUNDS® ajuda os pacientes a acharem seu ritmo ideal. Cada paciente tem uma velocidade de marcha e um metrônomo interno o ajuda a encontrá-la;

2. Uma vez que o ritmo é escolhido, PARKINSOUNDS® automaticamente seleciona as músicas que combinam com aquela batida, a partir de uma lista predeterminada de 30 músicas ou montando uma playlist com o ritmo adequado dentro do Spotify®;

3. PARKINSOUNDS® acrescenta batidas ritmadas às músicas, para torná-las funcionais4-5-6-7.

“Essa iniciativa reforça o compromisso da Teva de ir além do tratamento medicamentoso, enxergar quais são as necessidades dos pacientes como um todo e buscar sempre novas formas de contribuir para que estas pessoas tenham dias melhores, seja qual for a sua condição”, afirma Cristiane Giordano, diretora de marketing da Teva Brasil.

“O objetivo era criar algo que estimulasse a pessoa com Parkinson a dar um primeiro passo, caminhando sem interrupções e mantendo o equilíbrio. Quando ouvimos uma música, temos uma tendência natural de acompanhar seu ritmo. O app usa a música para auxiliar na movimentação, estimulando a coordenação, o sentido auditivo e a produção de neurotransmissores, o que em conjunto contribui para uma caminhada constante, ritmada e mais segura”, explica Danielle Alves Ianzer, portadora de doença de Parkinson, cientista e coordenadora do Projeto Vibrar Parkinson.

Por conta dos problemas ao caminhar, o paciente tem a sensação de estar preso ao chão. Com isso, surge a dificuldade para começar a andar, levantar os pés e manter o equilíbrio. Os passos também ficam mais curtos e arrastados, e ainda há o risco das quedas. Esse quadro acaba limitando as atividades do paciente.

“A doença está sempre evoluindo e mudando. Por isso é importante ter um tratamento multidisciplinar e, nessa linha, é fundamental manter a atividade física”, explica a neurologista Dra. Roberta Saba.

Importante: A Teva indica o uso do PARKINSOUNDS® com o acompanhamento de um profissional de saúde e este aplicativo não substitui o tratamento medicamentoso.

www.parkinsounds.com.br

Cenário da Doença de Parkinson

De acordo com a Parkinson’s Disease Foundation, mais de 10 milhões de pessoas sofrem de Parkinson no mundo8. No Brasil, estima-se que 200 mil pessoas tenham a doença1.

A Doença e a Marcha de Parkinson

Parkinson é uma enfermidade degenerativa, crônica e progressiva do sistema nervoso central, causada pela diminuição da produção do neurotransmissor dopamina, que atua sobre os movimentos voluntários. A falta de dopamina faz com que o controle motor seja prejudicado, impactando diretamente na marcha do paciente. Diante disso, o paciente com doença de Parkinson enfrenta dificuldade ao começar a andar, diminui o tamanho e a velocidade dos passos e quando encontra algum obstáculo ou precisa mudar de direção também apresenta dificuldade. Isso acaba provocando medo de cair, quedas e a restrição de sua independência nas atividades diárias9.

Tratamento Medicamentoso

Atualmente, o paciente conta com diferentes estratégias terapêuticas para controlar os sintomas motores e melhorar sua qualidade de vida. O tratamento medicamentoso procura regular os níveis da dopamina.

Impacto da Música

Estudos científicos mostram que a música, por meio de seus padrões rítmicos, como as batidas de um metrônomo, funciona como um estímulo auditivo para a coordenação do cérebro dos pacientes, o que permite que eles controlem melhor seus passos. Além disso, é comprovado que a música é capaz de promover a liberação de dopamina, o principal neurotransmissor envolvido no controle motor. Dessa forma, os dois efeitos, em conjunto, estimulam a mobilidade e coordenação8-4-9-11.

Sintomas

O sintoma normalmente associado ao Parkinson é o tremor nas mãos, mas existem outros que também prejudicam a independência e a autoestima dos pacientes, tais como lentidão e diminuição dos movimentos, rigidez muscular e instabilidade postural (dificuldades de equilíbrio). Vale lembrar que além dos sintomas motores, existem os não motores, que impactam, igualmente, como a depressão e a fadiga12.

Sobre a Teva

A Teva é uma das maiores empresas globais no setor farmacêutico e oferece soluções com alta qualidade voltadas para a melhora da qualidade de vida dos pacientes. Com sede em Israel, a Teva é o maior produtor de medicamentos genéricos do mundo, valendo-se de um portfólio com mais de 1.800 moléculas para produzir uma ampla gama de produtos genéricos para quase todas as áreas terapêuticas. Além disso, a Teva tem uma posição de liderança mundial em tratamentos inovadores para doenças do sistema nervoso central, incluindo a dor, bem como um forte portfólio de produtos para a área respiratória. A divisão de Pesquisa e Desenvolvimento da Teva integra medicamentos genéricos e de marca, criando novas formas de abordagem para as diferentes necessidades dos pacientes combinando o desenvolvimento de novas drogas com dispositivos, serviços e tecnologias. No Brasil desde 2006, a empresa oferece produtos para Saúde Feminina, Oncologia, Respiratória, Neurologia, Hematologia e Infectologia. A receita líquida global da Teva totalizou US$ 21,9 bilhões em 2016. Fonte: Segs.
Não testei, não faço comentários, a não ser prever obstáculos da burocracia do spotify.

Nenhum comentário:

Postar um comentário