segunda-feira, 13 de março de 2017

Recentes advanços no tratamento da doença de Parkinson

É apresentado amplo artigo intitulado "Recent advances in treating Parkinson’s disease [version 1; referees: 2 approved]"  pelo autor Wolfgang H. Oertel.

Apresentamos aqui a tradução das conclusões:

Conclusões
Os neurologistas têm de aceitar que a maioria dos pacientes com DP, mesmo na fase muito precoce do diagnóstico neurológico, realmente apresentam um fenótipo de fase final de uma alfa-sinucleinopatia. Assim, a DP começou pelo menos 20 anos antes de se manifestar clínicamente com seus sintomas motores. Os neurologistas provavelmente terão de deslocar seu foco clínico e diagnóstico do sistema dopaminérgico para sintomas relacionados a diferentes partes do sistema nervoso, como o sistema entérico, o tronco encefálico com suas áreas de controle autonômico, o locus coeruleus ou mesmo a pele. Se o sonho de uma terapia modificadora da doença se tornar realidade, a neurociência, o desenvolvimento de fármacos e os cientistas médicos enfrentam pelo menos dois desafios. Em primeiro lugar, o desenvolvimento de fármacos terá como alvo a agregação e propagação de alfa-sinucleína e de mecanismos relacionados, assim como a disfunção mitocondrial; Em segundo lugar, um grande esforço deve ser feito para melhorar a metodologia diagnóstica, a fim de identificar um desfecho primário para ensaios clínicos neuroprotetores, não só na DP motora precoce, mas também nos estádios prodrômicos da DP. Nunca foi tão emocionante como hoje para trabalhar no campo da DP, e devemos compartilhar essa crença com os pacientes que diagnosticamos, tratamos e cuidamos.

Leia o artigo na íntegra, em inglês, na Fonte: f1000research.

Nenhum comentário:

Postar um comentário