quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Grupo de pesquisa da UFSCar convida voluntários com doença de Parkinson para participação em estudo

24/11/2016 - O grupo de pesquisa "Programa Viva Bem a Velhice" (Provive) do Departamento de Gerontologia (DGero) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) está convidando pessoas diagnosticadas com doença de Parkinson para participarem de estudo que tem como objetivo avaliar os efeitos da administração de canabidiol (CBD) nas medidas de ansiedade e em tremores induzidos. O CBD é um derivado da Cannabis sativa cuja administração está sendo estudada em diversas patologias neurológicas e que já mostrou ser uma substância segura em estudos anteriores, inclusive em pacientes com Parkinson.

Os voluntários selecionados participarão de dois encontros com duração de três horas cada e intervalo de 15 dias entre eles. Aos participantes serão administradas cápsulas contendo CBD ou placebo (sem que o participante saiba qual substância recebeu) e, em seguida, deverão preencher escalas para expressar como estão se sentindo naquele momento. Também participarão de teste de simulação que envolve a realização de discurso sobre um tema escolhido, durante o qual será medida a pressão arterial, o pulso, e será fixado equipamento denominado acelerômetro na mão do voluntário, para medida dos tremores. Os dois encontros acontecerão no DGero, localizado na área Norte do Campus São Carlos da UFSCar.

Interessados em participar da pesquisa podem entrar em contato pelo e-mail stephanie.gerontologia@gmail.com com Stephanie Martins de Faria - mestranda em Medicina (Saúde Mental) na Universidade de São Paulo - ou pelo e-mail setroh@hotmail.com com Marcos Hortes Nisihara Chagas - docente do DGero e orientador de Faria. Fonte: São Carlos Agora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário