sábado, 17 de setembro de 2016

UMA GUIA PARA PESSOAS COM DOENÇA DE PARKINSON E SEUS CUIDADORES

O que é a psicose na doença de Parkinson? A psicose na doença de Parkinson é um sintoma não motor da doença de Parkinson que leva os pacientes a terem alucinações e/ou delírios. Mais da metade dos pacientes com doença de Parkinson eventualmente desenvolvem sintomas durante o curso de sua doença.1 Diagnosticar e tratar essa condição pode ser complexo. A condição reúne a neurologia (o ramo da medicina que lida com o sistema nervoso) e a psiquiatria (o ramo da medicina centrado na saúde mental e comportamental). Por esse motivo, a psicose na doença de Parkinson é considerada uma condição neuropsiquiátrica, já que lida com sintomas da saúde mental (alucinações e delírios) causados por uma doença do sistema nervoso (doença de Parkinson). Qual é causa da psicose na doença de Parkinson? Atualmente, não há uma compreensão clara da causa exata da psicose na doença de Parkinson, no entanto, acredita-se que algumas substâncias químicas cerebrais e receptores (p.ex., dopamina e serotonina) desempenham um papel. Em geral, acredita-se que a condição possa ser causada por um dos seguintes:

Efeito colateral da terapia com dopamina Embora uma relação causal exata não tenha sido estabelecida, algumas pessoas acreditam que essa condição pode ser um efeito colateral da terapia dopaminérgica (medicamentos com dopamina são os mais comuns no tratamento para a doença de Parkinson).2 A terapia dopaminérgica aumenta os níveis de dopamina, ajudando a melhorar os sintomas motores em pacientes com doença de Parkinson. Entretanto, aumentar os níveis de dopamina pode também causar alterações físicas e químicas no cérebro, as quais inadvertidamente levam a sintomas tais como alucinações ou delírios.

Resultado natural da progressão da doença Esta condição pode ser desencadeada por alterações no cérebro que ocorrem independentemente do tratamento com medicação que aumenta os níveis de dopamina. Algumas dessas alterações ocorrem naturalmente à medida que a doença de Parkinson progride.2

Quem está em risco de apresentar psicose na doença de Parkinson? Não há uma previsão exata sobre quais pacientes com doença de Parkinson desenvolverão sintomas como alucinações ou delírios. Vários fatores de risco – internos e externos – estão associados com a condição. Alguns desses fatores de risco incluem: idade, duração e gravidade da doença de Parkinson, e fazer o tratamento com dopamin.1,3-6 Entendendo a psicose na doença de Parkinson What is Nuplazid? What is Parkinson's Disease Psychosis? What should I tell my doctor before taking NUPLAZID? Possible side e ects How do I take NUPLAZID? (patient) Who should not take NUPLAZID? Questions you may have about your treatment Call your doctor for more information When to call your doctor immediately Important Safety Information Delivery Bene ts Support What warnings should I know about NUPLAZID? Financial Assistance Get Access Support About Resources Lembre-se também de perguntar ao seu profissional da saúde o que pode ser feito para ajudar. Seu profissional da saúde pode discutir as opções de tratamento que possam ajudar a gerenciar seus sintomas. Fale com seu médico sobre todos os seus sintomas Quais são os sintomas da psicose na doença de Parkinson? Dois dos sintomas mais importantes são alucinações e delírios.7 Alucinações envolvem ver, ouvir ou sentir coisas que não estão, de fato, lá. Delírios são ideias falsas, que não estão baseadas na realidade. Ao descrever os sintomas da psicose na doença de Parkinson, os pacientes podem usar muitos termos comuns como: ver coisas, paranoia, flashbacks, pesadelos, ideias falsas ou não estar em contato com a realidade.8 Por que não há uma maior consciência sobre a psicose na doença de Parkinson? Não é incomum que pessoas com psicose na doença de Parkinson não falem sobre suas experiências.2,4,9 Na verdade, apenas 10% a 20% realmente relatam seus sintomas aos médicos. 4,9 Continua-se trabalhando para melhorar a conscientização sobre essa condição. Você pode encontrar mais informações sobre os sintomas não motores associados com a doença de Parkinson em qualquer uma das seguintes organizações:
Como posso conseguir ajuda? Primeiro, e mais importante, se você achar que está tendo sintomas como alucinações ou delírios, fale sobre isso. É importante falar sobre todas as variedades de sintomas da doença de Parkinson com sua equipe de tratamento. Um diálogo entre pacientes, cuidadores e médicos é um componente fundamental para o gerenciamento eficaz de sua condição. Fonte: Nuplazid. Referências na fonte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário