sábado, 28 de maio de 2016

Cuidados para o dia a dia do portador de Parkinson

27/05/2016 - Se alguém da sua família foi diagnosticado com Parkinson, ou até mesmo você que está lendo esse artigo, certamente tem algumas dúvidas em relação aos cuidados e ao que fazer em algumas situações.

Primeiramente, precisamos tomar a consciência de que é preciso trabalhar em conjunto com uma equipe médica de confiança, fazendo um planejamento do tratamento adequado que irá proporcionar um maior alívio dos sintomas e diminuir também os efeitos colaterais que podem aparecer durante o tratamento.

Algumas mudanças no estilo de vida e nas atividades rotineiras podem ajudar e facilitar a vida de quem é portador da doença de Parkinson e todos a sua volta. Vamos as dicas:

Cuide com a alimentação. Ter uma boa dieta ajuda a evitar a desnutrição;
Procure adquirir utensílios adequados para ajudar nas refeições. Existem no mercado utensílios específicos que auxiliam os portadores de Parkinson a se alimentar, de acordo com as suas necessidades;
Praticar exercícios físicos é uma maneira de manter o corpo em movimento e fortalecer os músculos;
Períodos de descanso são extremamente importantes para evitar a fadiga e o estresse.
A importância de um acompanhamento com outros profissionais como fonoaudiólogos, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais.

Fonoaudiólogos: Permite a melhora da fala, pois muitas vezes os portadores de Parkinson apresentam uma fala baixa e quase inaudível. Os profissionais também auxiliam com exercícios para engolir alimentos e evitar os engasgos, que podem ocorrer devido a evolução da doença;
Fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais: Visam fortalecer os músculos, fortalecer as pernas para melhor mobilidade e criar funções cerebrais os quais o façam exercitar a mente.
Outras atividade simples, porém muito importantes:

Leia (ou peça para alguém ler) trechos de revistas, jornais ou livros;
Escute áudio-livros e podcasts (encontrados facilmente na internet).
Tomar um pouco de sol diariamente é uma ótima ideia;
Escutar músicas que amamos também é uma excelente terapia;
Procure ajudar em atividades domésticas simples, como tirar pó, lavar a louça, organizar as coisas, etc.;
Saia para passear (se possível com alguma companhia) pois ajuda a relaxar e diminuir o estresse;
Busque atividades que ajudem a exercitar a memória, como a leitura, aulas de canto e até mesmo palavras cruzadas.
Tudo isso irá contribuir para a sua saúde.

Por uma vida melhor com Parkinson! Fonte: Portal do Parkinson.

Nenhum comentário:

Postar um comentário