quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Falta medicamento para portadores da doença de Parkinson em Pernambuco

Tue Dec 15 2015 - A Associação de Parkinson de Pernambuco denuncia que desde o começo do ano é recorrente a falta de medicamentos importantes para portadores da doença. Esta terça-feira (15) foi o prazo final para a Farmácia de Pernambuco, localizada na Praça Oswaldo Cruz, Zona Norte do Recife, cumprisse a promessa de disponibilizar o Prolopa, que está em falta há dois meses e Prolopa HBS, em falta há seis. Cerca de 1,2 mil pessoas dependem da farmácia do estado para adquirir os remédios, alguns não são comercializados em farmácias tradicionais e precisam de receita.

A doença de Parkinson é um dos distúrbios do movimento mais encontrados na população idosa, representando até 2/3 dos pacientes que visitam os grandes centros de distúrbios do movimento em todo o mundo. Os sintomas motores mais comuns são tremor, rigidez muscular, acinesia e alterações posturais. Entretanto, manifestações não motoras também podem ocorrer, tais como: comprometimento da memória, depressão, alterações do sono e distúrbios do sistema nervoso autônomo. Sem os medicamentos, que são de uso contínuo, o paciente sofre junto com a família. “Passamos o ano inteiro muito preocupados com esse paciente. Nem direito a ter um fim de ano feliz com suas famílias eles vão ter direito. É muito triste", afirmou a Presidente da Associação de Parkinson de Pernambuco, Teresinha Veloso.

Questionada, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou que já está finalizando o processo de compra dos medicamentos Prolopa e Prolopa HBS, numa quantidade de 14.460 comprimidos e 45.360 cápsulas, respectivamente. Mais de R$ 55 mil estão sendo investidos na compra do insumo, que abastecerá o estoque da Farmácia de Pernambuco por um período de sete meses. A expectativa é que já esteja disponível para os pacientes em um prazo de até 20 dias. Teresinha reitera que esta é a promessa feita durante o ano inteiro, chega um medicamento e falta outro, alegam estar esperando resultado de processo de licitação, ressalta a presidente. Fonte: Folha de Pernambuco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário