segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Filha xinga e faz ameaças de morte contra idoso com mal parkinson e alzheimer

Autora tem interesse na morte do pai, pois pretende disputar a casa judicialmente

02/11/2015 - Uma mulher, de 29 anos, é suspeita de xingar e ameaçar o próprio pai, um idoso de 74 anos, que sofre com mal de Parkinson e Alzheimer, no Bairro Jardim Dourados, em Três Lagoas.. O idoso mora com sua filha e curadora de 23 anos, que também teme pela própria integridade e não quer que a irmã continue na casa.

A Polícia Militar foi acionada pela curadora do idoso, que informou ao militares que sua irmã, passou a causar transtornos na residência onde vivem, desde que chegou a Três Lagoas. A autora veio de outra cidade para morar na casa do pai, por alegar que também tem direito sobre a casa.

Porém, a conduta da autora gera riscos a saúde do idoso, tendo em vista, que xinga o idoso com palavras de baixo, ameaça e o chama de louco por conta dos sons involuntários que emite, resultantes dos problemas de saúde como mal de parkinson e alzheimer. A ação da filha deixa o pai muito agitado e nervoso.

A filha responsável judicialmente pelo idoso, disse a polícia que também tem medo de sair de casa e até de dormir e deixar o pai a merce da irmã. A jovem também afirma à polícia, que a autora tem interesse na morte do pai, pois pretende disputar a casa judicialmente.

Ainda segundo o registro policial, mesmo durante a presença da guarnição na residencia a autora fez ameaças contra o pai, que disse aos militares que não quer que a filha continue na casa.

O caso foi registrado como expor a perigo a integridade e a saúde, física ou psíquica, do idoso, submetendo-o a condições desumana ou degradantes ou privando-o de alimentos e cuidados indispensáveis, quando obrigado a faze-lo, ou sujeitando-o a trabalho excessivo ou inadequado, na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac), de Três Lagoas. Fonte: Ta na mídia Naviraí.

Parkinson, uma questão de saúde pública e continua destroçando famílias...

Nenhum comentário:

Postar um comentário