terça-feira, 3 de julho de 2018

Em breve teremos remédio contra a doença de Parkinson?

Cientistas estão animados com substância que impede progressão da doença
03/07/2018 - Uma boa notícia para quem sofre com a doença de Parkinson: cientistas americanos tiveram sucesso nos testes feitos em cobaias com remédio contra o problema que afeta o cérebro. O medicamento inovador está sendo desenvolvido, de forma experimental, por pesquisadores da Universidade Johns Hopkins, em Baltimore, nos Estados Unidos, e conseguiu desacelerar a progressão e os sintomas do Parkinson. A informação foi divulgada pela agência espanhola de notícias EFE.

Por meio de experimentos em células neurais humanas cultivadas e em cérebros de ratos, os cientistas descobriram que a substância intitulada NLY01 detém "a degeneração neuronal". A expectativa é que os testes clínicos (em humanos) sejam realizados ainda este ano.

"O medicamento protege de uma forma realmente assombrosa as células-alvo [da doença] no sistema nervoso", comenta Ted Dawson, professor de Neurologia da Universidade Johns Hopkins, principal autor da pesquisa, que foi publicada no site da revista científica Nature Medique, em entrevista à EFE.

Se os testes clínicos forem bem-sucedidos, o NLY01 seria um dos primeiros tratamentos com remédio a impedir a progressão do problema e não apenas melhorar a rigidez muscular, os tremores e a demência, entre outros sintomas do Parkinson.

Vale lembrar que a doença de Parkinson é um transtorno neurodegenerativo que afeta o sistema nervoso de maneira crônica e progressiva. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o problema 1% da população mundial acima de 65 anos. No Brasil, a estimativa é de que ela acometa mais de 200 mil pessoas. Fonte: Revista Encontro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário