domingo, 12 de fevereiro de 2017

Pesquisadores ofertam aulas de dança para portadores de Parkinson - PA

O Parkinson Group, da UFPA, visa o bem estar dos portadores da doença.
As inscrições são feitas nas segundas e quartas-feiras, de 8h às 12h.
Aulas de dança aumentam a eficácia do tratamento de pacientes com Parkinson (Foto: Ascom / Semma)
15/01/2017 - Professores e alunos da Universidade Federal do Pará (Ufpa) desenvolveram um projeto que alia a dança à eficácia do tratamento de portadores da doença de Parkinson. O Parkinson Group, formado por docentes e discentes da universidade promovem atividades físicas com foco na dança, como método diferencial em relação a terapias motoras tradicionais.

Os interessados, pacientes ou cuidadores, devem comparecer ao Laboratório de Estudos em Reabilitação Funcional (Laerf) do Instituto de Ciência da Saúde (ICS) da Ufpa, localizado na avenida Generalíssimo Deodoro, 01, em Belém, nas segundas ou quartas-feiras, das 8h às 12h. Os cadastramentos serão realizados até o preenchimento das 45 vagas disponíveis. Para participar, o candidato deve apresentar todos os exames, laudos e prescrições médicas relacionadas à doença, além de ter em mãos um documento oficial com foto.

“As aulas são muito animadas e os pacientes relatam sentirem-se muito felizes e motivados em continuar com a atividade. Fazemos, periodicamente, testes clínicos para avaliar a evolução do paciente nos aspectos motor, cognitivo, neuropsiquiátrico e qualidade de vida”, conta a professora doutora Lane Viana Krejcová, uma das coordenadoras.

A participação no programa não substitui o acompanhamento com o neurologista, nem estimula a interrupção de medicamentos já prescritos.

Serviço
O projeto Parkinson Group oferta 45 vagas para novos pacientes nas segundas e quartas-feiras, das 8h às 12h, no Laboratório de Estudos em Reabilitação Funcional (Laerf) do Instituto de Ciência da Saúde (ICS) da Ufpa, localizado na avenida Generalíssimo Deodoro, 01, em Belém. Mais informações: (91) 99820-9263 ou e-mail Parkinsongroup@gmail.com. Fonte: Globo G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário