quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Investigador grego identifica novo mecanismo para o tratamento de Parkinson

Charalampos Tzoulis
01/02/2017 - Pesquisadores da Universidade de Bergen, na Noruega, liderados por um pesquisador grego, descobriram que o segredo da doença de Parkinson pode estar nas mitocôndrias das células.

Não há causa conhecida ou tratamento eficaz para a doença de Parkinson. Os resultados podem levar ao tratamento futuro para a doença neurodegenerativa que afeta mais de 10 milhões de pessoas em todo o mundo. O estudo foi publicado em Nature Communications.

"Esperamos que nossas descobertas possam ser a chave para um tratamento futuro", disse em um comunicado de imprensa o Dr. Charalampos Tzoulis, neurologista do Departamento de Medicina Clínica da UIB, Haukeland University Hospital e principal autor do estudo. Ele também lidera um grupo de pesquisa chamado "Ciência Translacional em Neurodegeneração e Envelhecimento", com um foco principal na elucidação da etiologia da doença de Parkinson e desenvolvimento de novas terapias.

"Geralmente há muito pouco conhecimento sobre os mecanismos causadores da doença de Parkinson. Agora, estamos um passo mais perto de entender esses mecanismos e podemos ter um alvo para atacar com a terapia. "

Para o estudo, os pesquisadores compararam células cerebrais de pessoas saudáveis ​​com aqueles que tinham doença de Parkinson e descobriram que as células cerebrais em indivíduos saudáveis ​​foram capazes de compensar danos causados ​​pelo envelhecimento, produzindo mais DNA em suas mitocôndrias. Nos indivíduos com doença de Parkinson, o mecanismo de proteção foi enfraquecido causando uma perda do DNA saudável das mitocôndrias.

"Acredito que descobrimos um mecanismo biológico essencial que normalmente preserva e protege o cérebro de danos relacionados ao envelhecimento", disse Tzoulis. "Curiosamente, esse mecanismo parece cair em pessoas com doença de Parkinson tornando seu cérebro mais vulnerável aos efeitos do envelhecimento". Original em inglês, tradução Google, revisão Hugo. Fonte: Ellines.

Nenhum comentário:

Postar um comentário