segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

O papel dos neurotransmissores, a chave para a compreensão de distúrbios do sono

Estudo pode ser um avanço para o estudo da doença de Parkinson.

Lunes 12 de Diciembre de 2016 – Um estudo elaborado por cientistas franceses e publicado hoje na revista "Brain" descobriu o papel do glutamato, um neurotransmissor do cérebro, para entender melhor a origem de alguns distúrbios do sono relacionados à doença de Parkinson.

O Centro Nacional Francês de Pesquisa Científica (CNRS), disse que a investigação tem incidido sobre o distúrbio de comportamento do sono (sono REM), caracterizada por sonhos anormalmente violentos, em que o paciente fala, movimenta ou chuta, o que pode levar a lesões.

Em estudos com ratos, os especialistas em neurociências de Lyon questionaram sobre a relação entre os neurônios responsáveis ​​pelo controle da paralisia do sistema do motor durante o movimento rápido dos olhos, conhecido como REM.

Quando eles bloquearam a secreção de glutamato, os neurônios no córtex sublaterodorsal "não pode se comunicar com seus vizinhos" e "estão desconectados da rede do cérebro que permite que a paralisia do corpo durante o sono REM."

"Os neurônios com glutamato estudados neste estudo desempenham um papel essencial na paralisia do corpo durante o sono REM e seria o principal afetado por esta doença neurológica", explicou o CNRS.

Este trabalho, de acordo com a sua indicação, pode ser um avanço para o estudo da doença de Parkinson.

"Recentes trabalhos de pesquisa clínica têm demonstrado que pacientes com diagnóstico de distúrbio do comportamento do sono REM desenvolvem quase sistematicamente sintomas motores da doença de Parkinson", disse a nota.

Distúrbio do sono geralmente ocorre em homens com mais de 50 anos e os primeiros sintomas de Parkinson chegam em aproximadamente 10 anos mais tarde.

O CNRS disse que agora procuram desenvolver um modelo animal que demonstra compreender melhor "os primeiros sinais de degeneração neuronal." Original em espanhol, tradução Google, revisão Hugo. Fonte: Zona Cero.

Nenhum comentário:

Postar um comentário