sábado, 24 de dezembro de 2016

Cientistas construíram barreira sangue-cérebro em um chip para ajudar a desenvolver neurodrogas, e compreender doenças cerebrais


DECEMBER 23RD, 2016 - Na Universidade Vanderbilt pesquisadores desenvolveram um mímico da barreira hematoencefálica na forma de um dispositivo microfluídico. Para mostrar uma prova de conceito desta tecnologia "órgão-em-chip", a equipe estudou como a inflamação afeta a barreira hematoencefálica continuamente por um longo período de tempo, enquanto abordagens anteriores têm fornecido apenas instantâneos discretos do processo.

O dispositivo é chamado NeuroVascular Unit (NVU) em um chip e consiste de um pequeno espaço separado por uma membrana porosa. No topo da membrana é o lado "cérebro" e o fundo é o lado "sangue". Cada um dos lados tem entrada e saída de tubos impulsionado por microbombas que podem provar o interior e fornecer nutrientes, drogas, patógenos e qualquer outra coisa envolvida em um experimento.

Para realmente criar uma verdadeira barreira hematoencefálica, as células endoteliais humanas são introduzidas no lado do "sangue" após lançar o dispositivo. Em seguida, o fluido é bombeado através da câmara com as células. Curiosamente, as células começam a se alinhar em paralelo com a direção do fluxo, criando uma camada uniforme de células organizadas que se assemelham à estrutura da barreira hematoencefálica. Após dois dias deste, as células são alinhadas e ligadas à membrana que separa as câmaras. O dispositivo é invertido e astrócitos, pericitos e neurônios excitatórios, que também estão presentes na barreira, são então adicionados ao lado "cerebral" do dispositivo. As células recém-adicionadas movem-se lentamente através da membrana que separa as câmaras, interagindo e aderindo às células endoteliais do outro lado, resultando talvez na cópia laboratorial mais próxima da barreira hemato-encefálica.

Aqui está um vídeo Vanderbilt discutindo o novo dispositivo.

Original em inglês, tradução Google, revisão Hugo, Fonte: MedGadget.

Nenhum comentário:

Postar um comentário