terça-feira, 15 de novembro de 2016

Portadores da doença de Parkinson poderão ter atenção integral no SUS

novembro 15, 2016 - A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara vai realizar audiência pública nesta quinta-feira (17/11) para debater projeto de lei (nº 605/2015) que estabelece a política de atenção integral aos portadores de doença de Parkinson no Sistema Único de Saúde. A doença crônica e progressiva é resultado de uma degeneração no sistema nervoso central e atinge principalmente pessoas com idade superior a 55 anos. A proposta define que as ações de saúde deverão ser realizadas com a participação dos familiares dos pacientes, assegurando os direitos à medicação e às demais formas de tratamento que garantam a qualidade de vida das pessoas com Parkinson.

A presidente da comissão, deputada Conceição Sampaio, do PP do Amazonas, explicou que com o envelhecimento da população é preciso pensar em políticas que garantam a proteção das pessoas com Parkinson e demais doenças degenerativas decorrentes da idade.

"Dados da Organização Mundial de Saúde mostram que um por cento da população mundial com mais de 65 anos tem o Mal de Parkinson. E aqui no Brasil nós temos já 200 mil pessoas que convivem com essa doença."

Para Conceição Sampaio, o assunto precisa ser amplamente discutido para que a proposta atenda de fato às necessidades dessa parcela da população.

O projeto que estabelece a política de atenção aos portadores de Parkinson está com o relatório pronto para ser analisado pela Comissão de Seguridade Social, depois ainda deve ser analisado pelas comissões de Finanças e Tributação e de Constituição e Justiça. Fonte: RMConsult.

Nenhum comentário:

Postar um comentário