quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Defeito celular pode ser ligado à doença de Parkinson: estudo

September 8, 2016 - (HealthDay) – Pesquisadores dizem ter descoberto um defeito celular que pode ser comum a todas as formas de doença de Parkinson.

O defeito desempenha um papel importante na mortalidade de um grupo de células nervosas cuja perda é uma característica da doença de Parkinson, de acordo com a equipe da Universidade de Stanford. Os investigadores conduziram uma série de experimentos com células de doentes de Parkinson e pessoas saudáveis.

"Nós encontramos um biomarcador molecular que caracteriza os casos e não apenas familiares de Parkinson, em que uma predisposição para a doença é claramente herdada, mas também formas esporádicas muito mais prevalentes da condição, para o qual a contribuição genética é inexistente ou ainda não descoberta", disse o autor sênior Dr. Xinnan Wang, um professor assistente de neurocirurgia.

Esse defeito impede que as células eliminem rapidamente as suas fontes de energia internas (mitocôndrias) quando elas se desgastam. Então, ao invés de fornecer energia, eles começam a liberar resíduos, Wang e seus colegas explicaram em um comunicado de imprensa da universidade.
A descoberta pode levar a diagnósticos mais precisos e precoces da doença de Parkinson, bem como novos tratamentos, disseram os pesquisadores.

Doença de Parkinson, uma doença progressiva que afeta o sistema nervoso, é marcada por tremores, rigidez e perda de equilíbrio e coordenação. Ela afeta um em cada 60 a 70 americanos de 65 anos e mais velhos.

O estudo foi publicado online 08 de setembro na revista Cell Stem Cell. Original em inglês, tradução Google, revisão Hugo. Fonte: MedicalXpress.

Nenhum comentário:

Postar um comentário