sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Afinal, Hillary Clinton tem parkinson ou não?

Fazendo busca no youtube, pululam notícias de que Hillary Clinton  tem parkinson. Eu pergunto: Até que ponto isto prejudicaria seu mandato presidencial, previsto para 4 anos. Repito comentário exposto em post anterior:

Esta, indubitavelmente, é uma notícia plantada por simpatizantes de Trump.

Não deixa de ser um desserviço à causa do Parkinson, e para deixar bem claro: Ninguém fica tomado pelo Parkinson de uma hora para outra. Trata-se de um processo que se desenvolve ao longo de 20 anos ou mais para apresentar os primeiros sintomas diagnosticáveis clinicamente e, além do mais, necessita da conjunção de outros fatores concorrentes para que se manifeste demência. E mesmo que supostamente sim, não ficará demente no próximo mandato, o futuro dirá.

A mim, não parece óbvio que Hillary tenha Parkinson, diferentemente de Bill, que a princípio o tem, num estágio um pouco mais avançado.

E vejam vocês, se é um diagnóstico difícil para um concorrente à presidência da maior potência mundial, imaginem para um prosaico contribuinte do INSS! Não sou eleitor estado unidense, mas  quem está/é demente, é Trump.

Nenhum comentário:

Postar um comentário