segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Um neuro-psiquiatra pode tratar de um paciente com doença de Parkinson?

A doença de Parkinson, (...), deve ser tratado por uma equipe multidisciplinar. Mas em termos médicos, o ideal é um neurologista, em especial um especialista em desordens de movimento, especialidade em que a doença de Parkinson se enquadra.

Pacientes que apresentam a Doença de Parkinson, ou melhor dizendo, pacientes que apresentam patologias que requeiram um atendimento diferenciado, podem (e seria o ideal) ser tratados por uma equipe multiprofissional e se o profissional apresenta em seu perfil mais de uma especialidade só vai enriquecer a abordagem terapêutica.

A doença de Parkinson deverá ser prioritariamente investigado e acompanhado por médico que saiba fazer exame neurológico completo, tenha conhecimento atualizado das formas de tratamento.O apoio de psiquiatra pode ser benéfico quando houver quadro depressivo associado. Fonte: Doctoralia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário