quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Exame nos olhos pode ajudar na detecção da doença de Parkinson

Um estudo inédito pode ajudar na descoberta precoce desse problema grave

18/08/2016 - Pesquisadores da Universidade College de Londres, na Inglaterra, desenvolveram um teste capaz de detectar mudanças nos olhos relacionadas ao surgimento da doença de Parkinson.

Para chegar a um resultado satisfatório, os cientistas analisaram camundongos com predisposição à doença e descobriram que eles apresentavam alterações na parte de trás do olho antes de manifestarem sintomas visíveis de Parkinson.

"A descoberta representa um avanço potencialmente revolucionário no diagnóstico e tratamento de uma das doenças mais debilitantes do mundo atual", afirma Francesca Cordeiro, coordenadora do estudo, em entrevista à agência de notícias espanhola EFE.

A pesquisadora complementa ainda que "o novo teste implica na capacidade de se intervir muito mais cedo e, com isso, tornar mais eficaz o tratamento de pessoas que sofrem com essa condição devastadora".

O Mal de Parkinson afeta, atualmente, uma em cada 500 pessoas em todo o mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), e é a segunda doença neurodegenerativa mais comum.

Entre os sintomas apresentados pelas vítimas de Parkinson, problema que já afetou famosos como o ex-pugilista Muhammad Ali e o ator americano Michael J. Fox, incluem tremores nas mãos, braços, pernas e mandíbula, rigidez muscular, lentidão de movimentos e dificuldade de coordenação e equilíbrio. A doença leva a uma redução progressiva na qualidade de vida dos pacientes.

Atualmente, não há nenhum exame não invasivo, como varredura do cérebro ou teste de sangue, que possa levar a um diagnóstico definitivo para a doença de Parkinson. Fonte: Revista Encontro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário