quarta-feira, 6 de abril de 2016

A maquinaria da mente: O que está adiante na pesquisa do cérebro?

06 de abril de 2016 - No texto "The Machinery of the Mind: What’s Ahead in Brain Research?", há exercício de futurologia, onde o futurologista Kit Arrow, faz prognósticos, a meu juízo megalômanos, de imortalidade cerebral, de ficção típica de filme, e típico de "biliordário" russo ou norte-americano.

Extraí um trecho, de introdução e um específico sobre o Parkinson:

April 5, 2016 - Uma das últimas fronteiras da humanidade da investigação é o cérebro humano. Dmitry Itskov, um bilionário russo, se mantém a par da investigação como parte de seu projeto Imortalidade 2045, que tem o objetivo final de fazer upload de sua consciência humana para um cérebro computadorizado, e viver para sempre em um corpo artificial. Desejo-lhe sorte, pois ele vai precisar cada bocado de tempo disponível para atingir seu objetivo.

O cérebro humano é tremendamente complexo, o objeto mais complexo no universo conhecido, e nós estamos apenas começando a entender alguns dos seus mecanismos subjacentes. Sem uma compreensão completa do cérebro, nunca será capaz de reproduzi-lo, ou tornar possível fazer upload de seu conteúdo. Deixe-me explorar algumas das áreas de pesquisa em andamento.

Vamos começar por discutir a doença de Alzheimer. Uma pesquisa recente é encontrar disparadores para a doença de Alzheimer, bem como o autismo, e mesmo senilidade, e começando a desenvolver tratamentos para eles. Mas ainda há um número enorme de coisas que não sabemos, e o fato de que o cérebro não depende de um único sistema torna mais difícil ainda. Vou dar três exemplos de pesquisa de Alzheimer, cada um promissora, cada examinando um caminho diferente. (...)

2016 (hoje) - Continuamos a reunir informações sobre como funciona o cérebro e várias doenças cerebrais, usando modelos e ensaios clínicos. Existem alguns medicamentos e tratamentos que mostram a promessa, mas todas elas requerem mais estudos antes de serem usadas em testes em humanos.

2020 - Os primeiros tratamentos realmente eficazes para a doença de Parkinson e doença de Alzheimer são aprovados. Estes não nos permitirão reverter os danos já feitos, mas vão colocar um poder permanente sobre a progressão dessas doenças. Com rastreio precoce, e usando tratamentos profilaticamente sobre aqueles com estágios iniciais ou de alto risco, as consequências desagradáveis ​​e progressão destas doenças podem ser interrompidas. (…) Original em inglês, tradução Google, revisão Hugo. Fonte: Future Reasearch.

Em resumo, no ano de 2020 já teríamos tratamento eficaz para o Parkinson! Futurologia plausível ante o quadro atual, vide posts abaixo sobre vacinas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário