quarta-feira, 16 de setembro de 2015

HR pode assumir cirurgias de Parkinson / Pernambuco

15/09/2015 - Com as cirurgias de doença de Parkinson interrompidas por falta de recursos, o Hospital das Clínicas, da UFPE, estudará encaminhar pacientes à rede estadual. Atualmente, o estado tem processo de licitação aberto para compra de equipamentos para cirurgias no Hospital da Restauração, onde o serviço foi paralisado em maio e será retomado até novembro.

O Hospital das Clínicas afirmou que não conhecia o serviço do HR. De 2004 a maio deste ano, 147 pessoas foram operadas na Restauração. Trinta pessoas estão na fila do HR, contra 25 no HC. “De cada cinco pacientes avaliados, um passa por cirurgia”, ponderou o neurocirurgião Paulo Thadeu Brainer.

O serviço não é custeado pelo SUS e só é indicado após avaliação da progressão da doença. A cirurgia não cura o Parkinson, mas pode minimizar sintomas como tremores e rigidez no corpo e ajudar a reduzir as doses de medicamentos. Até 2014, a média de tempo de espera no HR era de três meses. No HC, a última cirurgia foi realizada em abril e não há previsão de retomada. Fonte: Diário de Pernambuco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário