quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Erva medicinal chinesa pode ajudar doentes de Parkinson

Conclusão é de um estudo da Universidade Batista de Hong Kong

22 de Julho de 2011 - Uma erva medicinal chinesa poderá ser eficaz no tratamento da doença de Parkinson e ainda dos efeitos secundários provocados pelos tratamentos com medicamentos «ocidentais», revela um estudo da Universidade Batista de Hong Kong, escreve a Lusa.

O estudo refere que os pacientes tratados com a erva medicinal chinesa «gou teng», feita à base de caules e espinhos de videira, apresentaram melhorias significativas ao nível da capacidade de comunicação e uma moderação de sintomas como a depressão e dificuldade em adormecer.

«Os resultados são agradáveis», disse Li Min, professora da Faculdade de Medicina da universidade que liderou a equipa de investigadores, ao ressalvar, no entanto, que «a doença de Parkinson é incurável independentemente se tratada com medicamentos ocidentais ou chineses».

Li Min espera que a erva medicinal chinesa possa ser amplamente utilizada nos tratamentos depois da segunda fase do seu estudo estar completa, em 2013. A erva pode ser comprada sem restrições mas a investigadora aconselha os pacientes a só a utilizarem caso esta seja prescrita por um médico.

A doença de Parkinson normalmente é tratada com medicamentos que provocam efeitos secundários como náuseas e alucinações. Ao utilizarem a erva medicinal chinesa, os pacientes puderam diminuir a dosagem dos medicamentos que tomavam e, por conseguinte, os seus efeitos. Fonte: TVI 24.pt.

Fórmula utilizada para harmonizar o fígado, descender o Yang e eliminar o vento.

Ações:
Purifica o calor, harmoniza o fígado e elimina o vento.

Indicações:
Casos de hipertensão arterial, cefaléias, vertigens, nervosismo, insônia, parestesias dos membros, exacerbação de Yang do fígado, conversão de Yang do fígado em vento, acompanhada de deficiência de Yin não muito evidente.
Língua vermelha com saburra amarela.
Pulso tenso.

"Trata-se de descrição do produto e não propaganda. Consulte sempre um especialista em fitoterapia chinesa".

1.Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado. 
2.Imagens meramente ilustrativas.
3.Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem utilizar o produto.
4.Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o fitoterapeuta.
5.Não use o produto com o prazo de validade vencido.
6.Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o produto se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.
7.Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
8.Este produto não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação de um fitoterapeuta.
9.Embora não existam contra-indicações relativas a faixas etárias, recomendamos a utilização do produto para pacientes de idade adulta.
10.Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação do fitoterapeuta.
11.O uso do produto durante o período de amamentação também não é recomendado.
12."SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O FITOTERAPEUTA DEVERÁ SER CONSULTADO". Fonte: 
Tao das ervas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário